domingo, 27 de julho de 2008

www.youtube.com.br

As últimas semanas foram meio confusas. Vários trabalhos. Um pouco de desorganização. Deadlines não cumpridos. Não que algo tenho mudado muito neste momento, mas hoje resolvi me permitir algumas horas para olhar qualquer coisa que queira olhar na internet. Coisas que não sejam obrigações, que não estejam ligadas ao trabalho ou aos trabalhos de aula.

E foi nesse "não fazer nada" que acabei indo ao You Tube para escutar algumas músicas (uso muito o site para procurar coisas antigas e rever trechos de filmes). De manhã, voltando do Leblon, tinha ouvido uma música do Rod Stewart e resolvi ouvir umas músicas dele. Foi então que me deparei com essa música, que já foi gravada também por outros.

Aqui vai, para quem também estiver curtindo um momento de não fazer nada, apenas passeando pela internet.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Centro cultural do Rio de Janeiro


Centro Cultural Banco do Brasil / Rio de Janeiro


Existe uma área no centro do Rio que se diferencia de todo o resto. Tudo bem que a Cinelândia tem a Biblioteca Nacional, o Theatro Municipal e o Museu de Belas Artes, mas é lá pro meio da Rio Branco, beirando a Presidente Vargas que ficam alguns dos lugares mais legais de se visitar. Eu não sei se aquela região tem um nome específico, mas poderia dizer que é o canto cultural do centro. Lá ficam o Centro Cultural Banco do Brasil, o Centro Cultural dos Correios e a Casa França Brasil. Em breve, haverá ainda o Centro Cultural da Justiça Eleitoral.

É ótimo passar de um lugar para outro, dar uma olhadinhas nas exposições, tomar um café ou, simplesmente, ficar olhando o movimento.

Pena que os arredores fiquem cheios de assustadores guardadores de carros e, indo de metrô, seja meio incômodo e perigoso caminhar da Estação Uruguaiana até lá.

Nem tudo é perfeito mesmo.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Bolo de Caneca


Nosso bolo de caneca


Esses dias recebi um e-mail da Cris, colega da pós, com a receita de um bolo de caneca. Fiquei curiosa para saber se realmente dava certa. Claudio ficou superempolgado. Numa noite, resolvemos colocar em prática a receita. E não é que deu certo? Você bate todos os ingredientes na própria caneca e coloca por três minutos no microondas em potência máxima. Não ficou tão bom quanto um bolo de verdade, mas é uma boa opção quando bate a vontade de comer um bolinho quente.
Aqui vai a receita:

Bolo de caneca

Ingredientes:
- 1 ovo pequeno
- 4 colheres (sopa) de leite
- 3 colheres (sopa) de óleo
- 2 colheres (sopa) rasas de chocolate em pó
- 4 colheres (sopa) rasas de açúcar
- 4 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
- 1 colher (café) rasa de fermento em pó

Modo de Preparo:
- Coloque o ovo na caneca e bata bem c/ garfo.
- Acrescente o óleo, o açúcar, o leite, o chocolate e bata mais.
- Acrescente a farinha e o fermento e mexa delicadamente até encorpar.
- Leve por 3 minutos no microondas na potência máxima.

Dicas
- A caneca deve ter capacidade de 300ml.
- A medida de colher é sempre rasa.
- Vc pode servir este bolo c/ coberturas, caldas, castanhas e sorvete. E pode comer quente!

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Domingo no Forte



Vista do Forte de Copacabana


Passar uma tarde no Forte de Copacabana é algo que recomendo a todos. Ainda mais se o dia estiver ensolarado. Fomos num dia de festa, mas em qualquer dia é possível sentar-se ao sol, tomar um café na Confeitaria Colombo, ou simplesmente caminhar por lá. O mais legal talvez seja a sensação de segurança. Você pode ficar bem tranqüilo lá dentro, pois é uma região protegida. Vale a pena.

domingo, 13 de julho de 2008

Festival francês no Rio


Fim de tarde em Ipanema

Hoje, tivemos uma tarde deliciosa com nossos amigos no Forte de Copacabana. Foi realizada a segunda edição do Festival C'est si bon (que continua amanhã, dia 14/07, das 13h às 22h), com barraquinhas dos melhores restaurantes franceses da cidade. Foi realmente muito bom. Comi um crepe do Olivier Cozan, que estava muito boa. Para acompanhar nossa tarde, um rosé geladinho. Depois, fomos dar uma caminhada em direção ao sol, que ainda aparecia lá em Ipanema. A praia estava vazia, tinha um ventinho frio, mas a luz estava linda, como bem observou uma amiga.
Dias assim fazem a vida realmente valer a pena.