segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Seis coisas sobre mim



Entrando na brincadeira proposta pela Ana Paula, minha amiga blogueira do Certezas Biodegradáveis, aqui estão seis coisas sobre mim.

Ah, antes, porém, as regras do jogo, que valem para meus ilustres convidados:

- Colocar o link de quem te indicou para o meme-selo;
- escrever essas 5 regras antes de seu meme para deixar a brincadeira mais clara;
- contar seis fatos aleatórios sobre você (essa é a proposta da brincadeira);
- indicar seis blogueiros para continuar a brincadeira;
- avisar esses blogueiros que eles foram indicados.

1. Eu gosto de lavar louça, acho terapêutico. Vale esclarecer que não gosto de pilhas de louça suja e tampouco de lavar milhões de panelas, mas não muda meu humor ter de encarar umas loucinhas.

2. Eu não gosto de pombos e de baratas. Posso armar pequenos escandâlos quando qualquer um desses seres cruza meu caminho. Claudio é quem sabe.

3. Eu sou louca para morar alguns períodos mais fora do Brasil. Só que no momento não sei bem direito como isso será possível, mas acho que se quisermos realizar uns sonhos que temos, teremos de estudar algumas coisas que existem em regiões bem legais deste planeta. Quem sabe o que nos aguarda no futuro...

4. Eu amo gatos, de qualquer espécie.

5. Curto beber um bom vinho, que depois ficam registrados no nosso blog querido.

6. Não gosto muito de academia, ginástica e afins e se pudesse viveria bem longe de tudo isso. Por outro lado, gosto de andar de bicicleta e de caminhar - muito.


Vou pedir para seis amigos blogueiros responderem também. São eles:
1. Maurício (vidadefrila.blogspot.com);
2. Karla (dublinenses2008.blogspot.com);
3. Rafaela (bbdeparis.blogspot.com);
4. Babi (barbaraszucs.blogspot.com);
5. Bia (zandonadi.blogspot.com)
6. Lisély (repartindocontigo.blogspot.com)

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Lixo e alagamentos

Há vários dias tem chovido aqui no Rio. Como virou moda nos jornais on-lines, sempre há um espaço para as pessoas enviarem fotos e depoimentos. Eu gosto de olhar foto de alagamentos, deve ser o meu lado "mórbido" se revelando, sei lá. 

O que sempre observo nas fotos é a quantidade de lixo que aparece boiando nas águas, normalmente garrafas pet, e fico me perguntando: quem joga uma garrafa pet na rua? Tudo bem, pode ser que o caminhão do lixo não tivesse passado e a pobre garrafa que esperava para ser recolhida acabou sendo levada pela água, mas desconfio que não, que ela estava ali por que algum ser bem inteligente não sabe que lixo se deve jogar no lixo, seja ele um papelzinho de bala, seja ele uma garrafa pet. 

Eu não tenho filhos. Então, se alguém que estiver lendo este post tiver, por favor, peço com todas as minhas forças, ensine essa criança a jogar lixo no lixo e, se possível, ensine-a também a separar o lixo. Quem sabe assim ajudamos a evitar metade dos alagamentos.

(Obrigada)

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Laranjeiras

Quem me conhece um pouco mais, sabe que não sou muito fã da Cássia Eller, mas tem uma música que eu gosto. É do Nando Reis, claro, mas a versão cantada por ela é especial. Talvez porque eu goste tanto de Laranjeiras, sei lá.



Aqui vai a letra também:

All Star - Nando Reis

Estranho seria se eu não me apaixonasse por você
O sal viria doce para os novos lábios
Colombo procurou as índias mas a terra avistou em você
O som que eu ouço são as gírias do seu vocabulário

Estranho é gostar tanto do seu all star azul
Estranho é pensar que o bairro das laranjeiras
Satisfeito sorri quando chego ali e entro no elevador
Aperto o 12 que é o seu andar não vejo a hora de te encontrar
E continuar aquela conversa
Que não terminamos ontem ficou pra hoje

Estranho mas já me sinto como um velho amigo seu
Seu all star azul combina com o meu preto de cano alto
Se o homem já pisou na lua, como eu ainda não tenho seu endereço
O tom que eu canto as minhas músicas para a tua voz parece exato

Estranho é gostar tanto do seu all star azul
Estranho é pensar que o bairro das laranjeiras
Satisfeito sorri quando chego ali e entro no elevador
Aperto o 12 que é o seu andar não vejo a hora de te encontrar
E continuar aquela conversa
Que não terminamos ontem ficou pra laranjeiras
Satisfeito sorri quando chego ali e entro no elevador
Aperto o 12 que é o seu andar não vejo a hora de te encontrar
E continuar aquela conversa
Que não terminamos ontem, ficou pra hoje

Anteprojeto de mestrado

Fim de semana de muita pesquisa e ainda faltam várias páginas para concluir o anteprojeto de mestrado. Força!

Ana Paula, muito obrigada pela colaboração toda. Você é um doce! 
Espero que o Planeta não tenha sido muito horrível por aí.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Impressionante

Se passar um carro em uma velocidade muito superior à permitida por você aqui no Rio, pode saber:

Ou é polícia ou é taxista!

Um pouco de bairrismo


A caminho de Grumari / Rio de Janeiro


Até engarrafamento é mais bonito no Rio. :)
Esse foi a caminho de Grumari no primeiro fim de semana de janeiro. Valeu, a praia estava ótima.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Mês de visitas

Desde que vim morar aqui no Rio, mês de janeiro significa mês de visitas. 

Em 2007, foram a Márcia e o Jacy, de São José/Florianópolis, e a Eliane e o Luis, de Caxias do Sul. O Jacy acabou reencontrando a Eliane e o Luis, a quem já conhecia desde o Natal de 2005, quando passamos todos juntos em Florianópolis. 

Em 2008, a Márcia, que veio cobrir o Fashion Rio, e a mãe, que veio de navio e ficou algumas horas por aqui. 

Em 2009, a Márcia (sim, ela continua cobrindo o Fashion Rio, para minha felicidade), a Lu e o Helton, de Floripa (apesar de o Helton já ser praticamente um "local", como ele mesmo diz), o Léo e a Gabi, minha amiga querida lá de Caxias do Sul, que eu não via há muitos anos. Fiquei superfeliz. E agora, no próximo domingo, vindos no mesmo cruzeiro em que a minha mãe veio no ano passado, aportam no Rio a Ju, o Cuco e a Lhaís. Eu conheço a Ju desde 1990, lá de Esmeralda. Eu não vejo a hora que chegue domingo para poder dar um abraço na família inteira. 

Pena que nem sempre dá para encontrar com todos. E aqui vai um pedido de desculpas ao Ricardo, que veio passar o Réveillon no Rio e eu não consegui ver. I'm so sorry. Please forgive me.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Gatos de aluguel

Claudio estava lendo o Uol e me chamou para ver uma matéria: Bares que alugam gatos viram mania no Japão. Eu adoraria freqüentar um bar desses. 

Para ler a reportagem, vá até o Uol.

Caymmi em Copacabana




A foto não está lá essas coisas, mas para justificar o nome deste blog, aqui vai uma nova cena carioca: a estátua de Dorival Caymmi, lá no fim (ou começo) de Copacabana, no posto 6.

Resoluções para 2009

Já se passaram quase 15 dias deste ano, mas eu ainda estou fazendo meus planos para o ano novo. A lista está imensa. Vai ser preciso muita organização e disciplina neste ano para tudo sair como o planejado.

Verão

Finalmente, o verão parece ter chegado ao Rio. E, depois de meses de dias nublados, estou é bem feliz com esse calorão todo. Que dure o verão inteiro, como deve ser. Com direito a chuvas de verão, é claro. 

Computador

Por que será que às vezes os computadores parecem ter vida própria?

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

12 dias - 12 meses

Quando eu era criança, minha mãe costumava dizer que os primeiros 12 dias do ano mostravam como seria o clima nos próximos 12 meses.

Bom, se for assim, teremos um mês de março de muito sol, mas abril e maio terão um sol tímido e uma chuvinha fina e chata. Junho será meio cinza e chuvoso. Torcer para o resto do ano ser mais quentinho...

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Um especialista para cada parte...

O ano começa e chega a hora de colocar os telefones importantes na agenda nova. Fiquei surpresa ao passar os contatos de todos os médicos que - efetivamente - consulto: oito especialistas. E estou prestes a marcar uma consulta com mais um.

Será resultado da inevitável ação do tempo?

domingo, 4 de janeiro de 2009

Rio cultural

Apesar da chuvinha que caiu de forma intermitente ao longo do dia, decidimos aproveitar o último dia de "folga" antes de o ano efetivamente começar. 

Para começar, caminhamos os pouco mais de sete quilômetros ao redor da Lagoa Rodrigo de Freitas. Fomos falando sobre uma idéia relacionada ao outro blog. Quando vimos já estávamos no final do trajeto.

Depois do almoço, fomos ao Centro Cultural Banco do Brasil. Desde que moro no Rio, tenho vontade de conhecer as exposições permanentes do CCBB, uma sobre o próprio Banco do Brasil e outra com as moedas brasileiras de todos os tempos e algumas de outros países. Foi ótimo. Ficamos algum tempo olhando as cédulas e moedas que foram criadas dos anos 1970 para cá. Apesar de ser algo que vivemos, ficamos meio chocados com a quantidade de vezes em que o dinheiro perdeu três zeros e com a inflação dos últimos 11 meses antes do real, algo superior a 3.000%. Assustador. Ainda bem que eu era criança nessa época e não precisei me preocupar com isso...

sábado, 3 de janeiro de 2009

Praia

O dia hoje amanheceu esquisito, meio nublado (de novo!), mas depois o sol foi aparecendo. Pegamos nossa pequena mudança e rumamos em direção ao Oeste, ou seja, lá para os lados da Barra da Tijuca. Passamos toda a Barra, vimos a gigante e inacabada Cidade da Música, seguimos pela Reserva, cruzamos o Recreio dos Bandeirantes e chegamos a Grumari.

Batemos nosso recorde: ficamos mais de três horas na praia. Raramente fazemos isso, ainda mais estando exatamente no horário errado de se ir à praia. Usamos muito protetor solar, mas olhando agora, notamos que esquecemos de algumas partes. Espero que amanhã elas voltem à cor original ou um pouco mais escura que o original.

Na volta da praia, fomos comer peixe num dos tantos restaurantes existentes naquela região. Fomos ao Tia Penha, comida boa e não tão cara.

Assim que a preguiça sair desse corpo, coloco algumas fotos daquela região bem bonita do Rio.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Bom começo de ano

O ano começou meio nublado no Rio de Janeiro. A temperatura, porém, é de verão, e já basta para dar um novo ânimo para começar logo a fazer planos e colocá-los em prática.

Assistimos Marley e Eu. Que filme fofinho. Labradores e são bernardos são os meus cachorros grandalhões preferidos. Marley é realmente uma figura, indisciplinado, louco, mas tão carinhoso e presente. Deu até vontade de ter um. :)

O ano começou com sessão de cinema e outra coisa que gosto muito: algumas horas de leitura. Estou lendo O Mago, de Fernando Morais. Em 1991, li O Alquimista e logo em seguida li rapidamente O Diário de um Mago e Brida. Esses eram os livros de Paulo Coelho que existiam na biblioteca municipal de Esmeralda naquela época. Estou com preguiça de olhar no google, mas acho que era poucos os livros escritos por ele até então. Fiquei superimpressionada, fiz muitas anotações no diário. Todas as frases impactantes de O Alquimista devem estar escritas até hoje em algum dos muitos cadernos que mantive naquela época.

Depois que li os três nunca mais li nada de Paulo Coelho, entrei na faculdade e comecei a ouvir falar muito mal dele. Agora, ao ler a biografia muito bem escrita pelo Fernando Morais (a quem entrevistei em 2000), deu vontade de reler o Alquimista. Talvez não os outros livros, por enquanto, mas esse porque lembro que me fez ficar horas pensando. Bom, eu tinha 14 anos. Vamos ver como será a leitura agora, 18 anos mais tarde...