sábado, 20 de julho de 2013

Dia do amigo

Não sei quem inventou que dia 20 de julho é dia do amigo. Penso que dia do amigo é todo dia. Então como hoje também é dia do amigo, gostaria de enviar uma saudação especial para cada amigo que me fez companhia em algum momento desta vida. Em cada lugar que vivi, conheci muitas pessoas especiais. Impossível nomear todas. Então, para representá-las, um abraço apertado para Márcia, Lisély, Eliane, Ju e Tati. 

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Mais ou menos férias

Ontem foi meu último dia de trabalho antes das férias. Às sextas-feiras, neste último semestre, eu não ia ao trabalho, pois tinha uma aula do doutorado. Como as aulas já acabaram, hoje fiquei em casa. Acabou sendo o primeiro dia de férias, de certa forma.

Acordei muito mal. Ontem, comi todo tipo de coisa que pode existir neste mundo. Então, no final, nem sei o que pode ter me feito mal. Só sei que foi uma manhã terrível. Como tinha um compromisso às 13h, tive de sair de casa. Aos poucos fui melhorando.

Só me sentirei realmente de férias quando entregar o último trabalho de aula, o que deve ocorrer no domingo ou na segunda.

Segunda embarcamos para nossa tão sonhada e planejada viagem de férias. Foram meses e meses de espera. O grande dia está finalmente chegando. Estou muito feliz.

Neste fim de semana, temos questões práticas a resolver, cancelar o jornal, levar nossas plantinhas para um "hotel" de plantas, lavar umas últimas roupas, fazer as malas...

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Balanço de meio de ano

Meio ano se passou e eu ainda não consegui definir meu projeto de doutorado. Quando mais penso, mais insegura me sinto. Com todo mundo que comento sobre isso, e depois que explico um pouco as minhas ideias, recebo em resposta um: “troca de orientador”. Já comecei a pensar nisso, mas acho que não é caso. Ainda acho que o problema não é o orientador, mas a minha falta de motivação.
Não encontrei ainda o que me interessar. Depois de tantas disciplinas que somos obrigados a pensar, fico me perguntando se não foi um erro fazer o doutorado na mesma área do mestrado. Talvez devesse ter pensado em outros desdobramentos. Agora é tarde. Já comecei e vou até o fim, mesmo que não muito animada.

Outros projetos deram certo neste primeiro semestre.

Consegui dar uma eliminada em muitas coisas em casa. Casa arrumada deixa qualquer um mais feliz.

O curso de alemão foi interessante. Comecei a conversar mais em alemão com a Julia, a polonesa que está fazendo estágio aqui no trabalho. Isso tem sido muito bom.

Conseguimos emagrecer neste primeiro semestre. Minha meta eram quatro quilos, mas estou bem satisfeita com os 3,5kg perdidos. Já deu uma diferença gigantesca nas roupas. Costumo dizer que voltei ao normal. Aquela mais pesada não era eu. Agora sairemos de férias e talvez eu aumente um pouco o peso, mas já aprendi como reduzi-lo – nada de truques, simplesmente controlando a comida e fazendo exercício. É uma conta fácil a ser feita.

Desde o final do ano estava fazendo terapia. Há pouco mais de um mês resolvi me dar alta. Consegui evoluir em alguns assuntos, noutros ainda há muito para ser consertado, mas agora não estava conseguindo dar conta de tudo. Resolvi deixar para um momento mais propício.

Em termos de viagens, o primeiro semestre nem foi tão dos piores. Fui duas vezes ao Rio Grande do Sul, duas vezes a Uberlândia/Catalão e uma vez a Campinas/Piracicaba. Amanhã vou a Vitória, mas será uma viagem de bate-volta.

Conseguimos planejar financeiramente nossa viagem de férias, o que me deixa também bem contente. Faltam apenas 7 dias. Agora, preciso apenas terminar o detalhamento da programação. E fazer a mala