sábado, 9 de janeiro de 2010

Como tratar mal um cliente II

Chegando às Casas Bahia da Voluntários, depois de informar a uma funcionária na porta que eu iria trocar o produto, ela simplesmente me disse: vai até o balcão. Tentando achar o tal balcão, cheguei ao lugar em que são vendidos produtos eletrônicos. Claro que não era lá. Outra funcionária me indicou o gerente. Ao sentar-me na cadeira em frente à mesa do gerente, ele teve um pequeno ataque:

- Eu estou atendendo a outra pessoa. Você não pode sentar aí! (Detalhe é que não havia ninguém por ali)

Levantei imediatamente, resmungando sobre a educação dele.

Enquanto eu esperava, chegou uma senhora para reclamar que havia comprado uma geladeira que nunca foi entregue. Saiu praguejando, sem ser atendida.

Quando o gerente finalmente terminou o atendimento da tal cliente que não estava com ele no momento em que eu cheguei, parecia outra pessoa: - Bom dia, senhora! No que posso lhe ajudar.

Expliquei, ele preencheu papéis e me disse para subir ao segundo andar para retirar o novo produto. Não sem antes me dizer que as Casas Bahia não atendem mal aos seus clientes. Melhor que tivesse ficado calado.

No setor de pacotes, não havia ninguém. Depois de tocar cinco vezes uma campainha e uma outra cliente berrar para a moça do crediário, do outro lado da loja, alguém apareceu. Quando ele viu minha cafeteira, falou:
- Ih, mas essa cafeteira não tem no estoque.
- Seu gerente acaba de me dizer que chegou ontem.
- Será? Vou ver se acho.

Realmente havia chegado. Peguei e voltei para casa, jurando nunca mais pisar nas Casas Bahia.

Foi só tirar a cafeteira da caixa para ver que havia outro problema. Havia uma peça quebrada. Só que uma peça que pode se quebrar no uso e provavelmente ninguém vai acreditar que aquilo já veio quebrado. Ou seja, azar o meu!

A vontade que tenho neste momento é de jogar a cafeteira no lixo e comprar outra. Disso tudo, tirei algumas conclusões:

- NUNCA mais comprar produtos Britânia - que oferece produtos SEMPRE estragados.
- NUNCA mais comprar nas Casas Bahia - que trata seus clientes como se fossem os mais ignorantes.
- NÃO acreditar que cola Superbonder cola realmente tudo.

Sendo brasileira, dei um jeito de a cafeteira, mesmo quebrada funcionar. O café ficou bom, pelo menos, mas a satisfação de ter um produto novo em casa foi totalmente anulada por duas marcas incompetentes.

Um comentário:

espressa-mente! disse...

xiii...será a maldiçao da cafeteira elétrica? Aguardo cenas dos próximos capítulos! rs..