Capturada por uma ficção

Há poucas coisas melhores neste mundo do que começar a ler um bom livro. Este não deveria ser um momento para me dedicar à ficção, mas talvez seja uma válvula de escape, sei lá... Só sei que comecei a ler Garota Exemplar e não consigo mais parar - mesmo que a história me cause um mal estar quando a leio à noite. Não é exatamente um livro leve. Não vejo a hora de descobrir o que há por trás do misterioso desaparecimento de Amy Elliot Dunne.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De Porto Alegre a Colônia do Sacramento de carro

Meu (longo) processo de cidadania italiana

Voltei