segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Io vado in bicicleta

Aprendi essa frase no fim de semana, durante um curso rápido de italiano.

E, sim, agora tenho uma bicicleta "nova". Bom, nova ela nao é, mas é recém-comprada. Hoje completamos uma semana juntas e foi a segunda vez que vim ao trabalho com ela. Foi mais fácil do que na primeira vez, mas nao com menos emocao. Hoje parei numa das pontes para fazer uma foto (o amanhecer estava lindo!) e no meio do caminho perdi a tranca e fui avisada por outra ciclista. Tive que voltar, mas melhor assim do que chegar ao trabalho e só entao me dar conta de que a havia perdido.

Apesar de velhinha, a bicicleta está funcionando bem. Curiosamente, a acabei comprando-a de um brasileiro, que fez uma estadia de pesquisa aqui no instituto. Foi ótimo, pois ele me explicou os detalhes da bike em português. Meu plano agora é submetê-la a uma revisao e deixá-la mais bonita. Só tenho que descobrir onde comprar uns acessórios mais bonitos. A buzina nova, já escolhi. Da Pilones, em forma de gatinho. :)

Ontem fui ao curso de italiano de bike e me senti tao livre por nao precisar esperar o ônibus. E ainda me senti feliz por estar me movimentando um pouco. Já que ando meio parada, acho que será uma forma de nao ficar tao sedentária. Claro que vir o inverno me limitará um pouco, mas estou confiante de que terei oportunidades de usar a bicicleta mesmo nos dias mais frios. Aos poucos vou pegando a manha da quantidade de roupa que tenho que colocar. No primeiro dia em que vim ao trabalho de bike quase morri de calor. Hoje, que está mesmo mais quente, vim com menos roupas. Passei um calorzinho, mas já foi bem mais adequado. Também senti menos cansaco ao longo do trajeto. Como disse um colega, entramos em forma (no sentido de nos acostumarmos de novo a andar de bike)... andando de bicicleta.

Nenhum comentário:

Surpresas nem sempre são boas...

A vida nos surpreende de um jeito às vezes.  Meu 2022 estava indo bem, já tinha feito algumas viagens, tinha outras planejadas, iria receber...