terça-feira, 11 de outubro de 2011

Entrando em forma

Em agosto, completei cinco anos de Rio de Janeiro. Período muito bem-vivido, diga-se de passagem. Único porém nessa experiência foram os quilos a mais que ganhei nesta meia década, praticamente um por ano...

Talvez um pouco pela idade, que dificulta barbaridade perder alguns quilos. Talvez por ter passado os últimos dois anos mais na frente do computador do que ao ar livre. Talvez por que aqui no Rio a gente come mais do que deveria e muitas vezes muito pior do que deveria. (Basta andar pelas ruas para ver que realmente está todo mundo com sobrepeso e, sim, estamos virando um país de gordinhos)

Constatações feitas, resolvi tomar vergonha na cara e tentar voltar para o meu peso, pois, se continuar neste ritmo, quando completar uma década de Rio terei me transformado numa bola. E, sinceramente, não quero este destino para mim – nem pra ninguém.

Há duas semanas, voltei à academia. Sonhava com a BodyTech, mas acabei me matriculando na – mais baratinha – Smart Fit. Fiz um contrato para um ano, o que sempre considero um risco, pensando no meu histórico, mas resolvi correr o risco. Literalmente. 

Por enquanto, vou indo bem. Um grande incentivo, confesso, é assistir Mulheres de Areia enquanto caminho/corro na esteira. A academia tem tudo que preciso, os equipamentos são novos, o lugar é limpo, organizado.

Outro é pensar que minhas roupas deixarão de apertar. Não existe coisa pior, ou verdade mais descarada de que perdemos o controle, do que uma roupa ficar bem desconfortável. E isso vem ocorrendo já há algum tempo.

Também estou tentando manter uma alimentação saudável. Saladas de todos os tipos, o que eu gosto muito. Até nisso a ida a academia tem ajudado, pois o Hortifruti fica ainda mais perto. Frituras e refrigerantes estão fora da dieta, obviamente. Doces só aqueles que realmente valem a pena.

Espero, desta forma, sair de vários apertos.  

Nenhum comentário: