quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Bate papo

Ontem fui dormir bem cedo. Este era o meu plano ao me deitar às 21h, e deu certo. Eu havia feito uma longa caminhada, estava cansada e havia dormido pouco na noite passada. Queria recuperar o sono. Li um pouquinho e pronto. Dormi. Só que às 3h30... acordei! E quem disse que dormia de novo? Li o capítulo de um livro no kindle até que finalmente consegui dormir de novo, mas de manha acordei exausta. Agora não vou mais deitar tao cedo...

Com o negócio da preguiça para levantar, acabei vindo mais tarde para o trabalho. Ainda cedo perto do horário de outros colegas, mas tarde para os meus padrões.

No meio da manha consegui finalmente encontrar o Juliano, um pesquisador brasileiro que chegou na segunda e vai fazer uma estadia aqui. Foi tao bom revê-lo. Nos conhecemos em 2015 ou 2016, não sei mais, numa seleção de doutorado em Brasília. Fiquei feliz porque assim que o chamei no corredor, ele me olhou e logo já veio sorrindo: - Nós nos conhecemos! A conversa que era para ser rápida, acabou durando meia hora. Sempre acho engraçado como às vezes é tao fácil conversar com certas pessoas - com outras, ao contrário, parece que cada frase é uma forçação de barra.

Para completar o dia meio atípico, em que fiquei tao pouco na minha sala, fui ao depósito de livros no porao, o senhor S. deu uma passadinha para um pouco de conversa fiada e depois ainda fui almoçar com o Stefan, que aceitou ir na cantina de que gosto mais e não no RU, aonde ele vai quase todo dia. Depois ainda deu tempo de tomarmos um cafezinho no sol. Tao bom! Tinha feito algo semelhante outra dia com a Luiza, uma outra brasileira, que infelizmente amanha já está indo embora.

Este mês de agosto está superando qualquer expectativa. :)

Nenhum comentário:

Surpresas nem sempre são boas...

A vida nos surpreende de um jeito às vezes.  Meu 2022 estava indo bem, já tinha feito algumas viagens, tinha outras planejadas, iria receber...