segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Beleza

 Hoje li numa conta de instagram: "näo tenho rotina de autocuidado. Faco o que dá, quando consigo".

Ler essa colocacao de outra mulher me deu um alívio tao grande. Aqui na Alemanha eu me sinto mais livre do julgamento alheio, como até já comentei, mas quem disse que é fácil se livrar do próprio - que pode ser bem impiedoso. 

Acho que nem deveria reclamar, pois aos quase 44 sigo mais ou menos com o mesmo corpo (ah, vai dizer!) de uma vida inteira. Naturalmente, desde os 13 anos (que é desde quando me lembro do meu peso), aumentei alguns quilos e meu corpo passou por transformacoes normais da idade, mas as roupas mais antigas continuam servindo, os cabelos brancos ainda sao bem bem raros e as rugas, apesar de já estarem por aqui há anos, ainda nao me incomodam de maneira preocupante.

Como a moca do post, eu procuro me cuidar, mas faco algo quando lembro, devo ser bem sincera. Nos últimos anos passei a usar protetor solar no rosto todos os dias, o que nao impediu muito as manchas no rosto, na minha opiniao. Tirando isso, nao lembro de nada mais que eu faca rotineiramente. Quando lembro e estou muito a fim, passo um óleo que trouxe do Marrocos no rosto antes de dormir. Vendido a peso de ouro, prometia ser um "botox" do deserto. Nao acho ruim quando podemos escolher as nossas ilusoes.

Algo que tento me forcar a cuidar é do cabelo. Neste último ano, ele deu uma melhorada muito grande. E estou bem feliz. 


 

Nenhum comentário:

Surpresas nem sempre são boas...

A vida nos surpreende de um jeito às vezes.  Meu 2022 estava indo bem, já tinha feito algumas viagens, tinha outras planejadas, iria receber...