quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Pausa para começar

2022 começou me colocando de molho. No feriado de Natal, convivi alguns dias com uma pessoa que estava resfriada. Resultado: terminei 2021 e comecei 2022 doente.

Estava de folga na semana passada e achei uma pena perder uma das poucas semanas livres tendo que ficar em repouso, mas não teve outro jeito. De qualquer forma, conseguimos passar dias felizes. 

Na segunda-feira, quando voltei para casa, fui ao médico, na esperança de que ele me desse algo para melhorar logo. Não adianta, aqui médico não dá remédio para resfriado. Eu acho meio frustrante, pois estou culturalmente acostumada de outra forma, mas uma parte de mim concorda que o corpo precisa de tempo e cuidado para ficar bom de novo. E isso significa: cama, beber muita água e muito chá, pastilhas para aliviar o incômodo na garganta e é isso. 

Por sorte, a sogra me "receitou" umas gotinhas que "a minha mãe já tomava" e resolvi pedir à farmacêutica um expectorante. Passados 10 dias, estou me sentindo melhor, mas ainda com uma tosse leve, que, me conhecendo, vai me acompanhar por algumas semanas. 

Quando fui ao médico, ele me perguntou se gostaria de fazer um teste PCR, apenas para ter certeza de que não era Covid-19. Eu já havia feito quatro outros testes, mas aceitei na hora. Não custa nada. "Algumas pessoas preferem não fazer, por isso sempre pergunto se o paciente quer fazer ou não." Se por acaso o teste dá positivo, os dados são automaticamente transmitidos para o Departamento de Saúde e você é obrigado a ficar 14 dias em casa. Imagino que alguns não queiram correr o risco de alguém ficar sabendo que estão com o vírus. 

O PCR deu negativo como esperado. O resfriado seguiu feliz, especialmente de manhã cedo e à noite. Ainda bem que recebi licença médica de uma semana e pude ficar em casa descansando, vendo alguma coisa na tv, tomando sopa.

Eu já iria ter dois dias de folga na semana, pois hoje é feriado e a sexta-feira havia tirado livre de qualquer jeito.

Um comentário:

Lud disse...

Ih, Rafa, você também pegou o resfriado de Natal! No nosso caso, não foram nem vários dias: bastaram algumas horas.

O remédio que tomei (Resfenol) não fez muito efeito, não (para não dizer nenhum). O que adiantou foi muito chazinho quente, descanso e uma bolsa de água quente, ora na garganta, ora na testa (no mínimo reconfortante).

Melhorei depois de dois dias de molho, mas continuo um pouco cansada e sim, tossindo como você. Agora temos de dar tempo ao tempo.

Surpresas nem sempre são boas...

A vida nos surpreende de um jeito às vezes.  Meu 2022 estava indo bem, já tinha feito algumas viagens, tinha outras planejadas, iria receber...