terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Enfim, o retorno

Depois de uma semana de molho, voltei ao trabalho. No instituto, está tudo tao silencioso, que nem parece que as atividades já reiniciaram. Por conta da alta no número de infeccoes, muitos estao novamente trabalhando majoritariamente de casa. Alguns aproveitaram para prolongar as férias e ainda nao retornaram. Ou estao doentes e em licenca. Como os alemaes nao sao de falar sobre temas particulares, nem sempre se fica sabendo o que está acontecendo realmente com alguém. 

Encontrei minha sala tomada por livros, como era de se esperar. Isso me alegra muito, pois prefiro uma imensa lista de tarefas aos tempos em que as entregas estavam irregulares e nao havia muito o que fazer. Eu sempre acho o que fazer, pois o depósito está cheio de livros "esquecidos" que ninguém quer por a mao. Bom, desde o comeco da pandemia, já resgatei dois mil livros desse ostracismo. Agora, teoricamente, estou terminando o último carrinho lotado de livros antigos, que foram doados ao instituto em algum momento do passado. 

Esses livros antigos me deram a oportunidade de treinar várias atividades que havia aprendido na faculdade e nao fazem exatamente parte das minhas tarefas aqui.

***

Eu adoro meu apartamento, mas tem uma coisa que era melhor na antiga regiao da cidade: a água. Ontem comprei uma nova chaleira elétrica que vem com um lugarzinho para colocar um filtro. No trabalho, eu tenho um filtro para água e uso diariamente. Em casa, nao tinha. Limpar a chaleira a cada dois dias estava me deixando maluca. Se ficava um pouco de água, no dia seguinte estava tudo branco de cal/calcário. Isso nao é prejudicial à saúde, mas causa uma irritacao a quem quer manter as coisas limpas. Uma amiga comprou um filtro para o chuveiro, pois o cabelo também sofre horrorres. Ainda estou considerando.

Nenhum comentário:

Surpresas nem sempre são boas...

A vida nos surpreende de um jeito às vezes.  Meu 2022 estava indo bem, já tinha feito algumas viagens, tinha outras planejadas, iria receber...