quinta-feira, 18 de março de 2010

É tudo meu!

Trabalhar em redação me deixou com um tremendo defeito: nunca ofereço comida/bebida que levo para o trabalho para os outros colegas. Na redação, isso não era necessário, pois bastava um abrir um pacote de bolachas ou uma barra de chocolate para todos já irem pegando. A única coisa que nunca se dividia era bombom – e lembro da Val sempre dizendo que isso não se divide, o que eu concordo totalmente. Agora, toda vez que a nossa estagiária oferece alguma coisa – de gole de iogurte (!) a um pouco da comida na hora do almoço – sempre fico me sentindo a mais mal educada de todas, pois raramente fico oferecendo tudo que trago. Quando compro um bolo ou pacote de bolachas, coloco para todos comerem no café, mas sinceramente não consigo me lembrar de ficar oferecendo cada meia bolacha que decido comer de vez em quando ou pedaço de barrinha de cereal... Será que tenho cura?

Um comentário:

Gisele disse...

Cura? Eu não vejo nada demais em não oferecer tudo. Nunca me liguei em oferecer tudo o que como e até acho exagero. Ainda mais aí que as pessoas não tem vergonha de pedir. Aqui as pessoas geralmente não oferecem nada, depende da ocasiao e do que estao comendo. Só coisas em quantidades ou separada. Eles não são de dividir garfadas, colheradas e mordidas de nada. Neste caso, eles são mais ligados na higiene do que na educação.