Educação: uma ida ao cinema

Acabei de voltar de uma sessão vespertina de Educação, filme com roteiro de Nick Hornby, escritor inglês que eu gosto tanto.

Educação é daqueles filmes encantadores. Reúne temas que me interessam por razões diversas: paixão juvenil, uma mocinha que adora músicas, livros e arte, um mocinho charmoso e um figurino muito fofo. Além, claro, de ter (uma pequena) parte da história se passando em Paris. A mocinha consegue equilibrar ingenuidade/inocência com ousadia e sem parecer tola.

Devo admitir que esse tipo de filme prefiro ver sozinha (que eu gosto de ir ao cinema sozinha isso não é segredo), pois assim dura um pouco mais esse encantamento. É possível sair do cinema e ficar imersa na história por um tanto mais, caminhar pela rua como se ainda estivesse dentro daquela outra realidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De Porto Alegre a Colônia do Sacramento de carro

Meu (longo) processo de cidadania italiana

Voltei