quarta-feira, 6 de março de 2013

Como escapei da chuva, mesmo sem planejar

Ontem caiu a  maior chuva no Rio, mas como meu anjo da guarda trabalha muito bem eu nem vi.

Ontem foi um dia com horários diferentes do que estou acostumada. Como iria participar de uma feira de estudantes à tarde, inverti meu horário. De manhã, fui à academia, resolvi pequenas coisinhas em casa e fiz a declaração de imposto de renda. Depois de almoçar em casa, ainda passei no correio para devolver uma compra on-line que não gostei e caminhei até o trabalho.

Só fomos para a feira mais tarde. Era em um hotel antigo que foi reformado há pouco tempo, o Windsor, que fica bem na divisa entre o Leme e Copacabana. Eu já havia estado neste hotel anos atrás, quando vim ao Rio para a coletiva do Fernando Meirelles e do Ralf Fiennes. Naquela época, ainda chamava-se Le Méredien.

Como eu tinha médico no início da noite, saí da feira antes do final. Meu plano era pegar uma bike ali do lado do hotel e ir pedalando até a Santa Clara, mas o ponto da Bike Rio estava em manutenção. Eu tinha ainda que passar no banco e acabei indo a pé da Princesa Isabel até a Constante Ramos. O Google Maps me diz que são 2km, que podem ser percorridos em 25min. Exatamente! Demorei ainda mais 5min no banco. Resultado: cheguei 10min atrasada ao meu compromisso.

Foi só eu entrar no prédio, a chuva desabou! Eu ouvi que estava forte, mas não fiquei prestando muito atenção. Quando saí, sem sombrinha, liguei para o Claudio.Quem sabe ganhava uma carona, mas ele estava na academia. Só então soube que estava bem alagado em diferentes pontos da cidade. Como o que não tem remédio, remediado está, e havia uma cafeína bem embaixo do prédio onde eu estava, resolvi que ficaria ali, comendo tranquilamente, até a chuva parar.

A chuva não passou, mas ficou bem fraquinha. Peguei um táxi, sem me molhar muito, e segui para casa. Àquela hora, depois de quase uma hora depois da chuvona, a água já havia baixado.

Meu anjo da guarda deve ter ido dormir cansado. :)


Nenhum comentário: