Exaurida

Fazia muito tempo que eu não me sentia assim, exaurida. Nos últimos anos, estive cansada em alguns momentos, esgotada em outros, mas como hoje, realmente fazia tempo.

Fiz duas provas. Ao me levantar para entregar a primeira, dei uma cambaleada, estava tonta. E nem foi uma prova tão longa, acho que a fiz em pouco mais de duas horas, mas a sensação era de que toda a minha energia havia sido gasta naquele tempo. 

E havia ainda outra, à tarde, mas nada como um bom almoço para repor as energias, que foram novamente sugadas em mais uma hora e meia de muito pensar. 

Bom, agora vem o descanso, mas junto com ele a expectativa do resultado... Resta esperar... 

Comentários

Karla Santos disse…
Bom descanso e boa sorte, amiga!

beijos e saudades
Ana Paula disse…
tou aqui na torcida, rafa! descansa e bebe um vinhozinho bom pra relaxar.

beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

De Porto Alegre a Colônia do Sacramento de carro

Meu (longo) processo de cidadania italiana

Voltei