quarta-feira, 23 de junho de 2010

De um lado para outro

Existem dias em que não dá tempo para nada, quer dizer, que fazemos tantas coisas que nem dá tempo de parar para pensar. Hoje foi assim. Sai de casa bem cedinho. Uma colega do trabalho pediu para eu pegar o resultado de uma exame que ela havia feito em uma clínica aqui perto de casa - Botafogo é o bairro das clínicas aqui na Zona Sul.

Aproveitei que estava na rua tão cedo para tomar um café no Zona Sul aqui perto de casa. Depois, segui para o trabalho. O dia foi corrido, com fechamento da newsletter e a organização da devolução dos documentos de quem não passou na seleção do doutorado para a Alemanha.

O começo do dia foi salvo por um e-mail do meu editor, por assim dizer. Tínhamos que escrever uma matéria sobre a copa para a newsletter, mas não tínhamos um gancho. O encontro que faríamos de ex-bolsistas para ver um jogo acabou não rolando e fora isso nada foi feito. Fui catando algumas coisas que organizações alemãs fizeram mundo afora relacionada à copa e criei dali um texto crível. Ele acabou me dizendo que salvei a pauta. Isso foi bom.

Depois do trabalho, enquanto parte da equipe ia a Copacabana ver o jogo da Alemanha, fui ao dentista. Ainda dei uma passadinha, por acaso, na casa da mãe do Claudio, e depois fomos para a festinha de despedida da Ulrike, uma professora de alemão que estava fazendo um estágio na UFRJ. A festinha foi na casa da Silke, alemã casada com um persa. O cardápio foi uma mistura de comida alemã com toque persa. Muito boa. E o mais legal é que havia duas gatinhas na casa. Adorei!

De volta em casa, ainda preciso revisar o documento da qualificação do mestrado. Não há de ser nada, o fim de semana está quase aí e então terei tempo de sobra... para uma lista enorme de tarefas atrasadas...

Nenhum comentário: