sexta-feira, 9 de julho de 2010

Semaninha pesada

Eu levo uma vidinha muito leve, com marolinhas de vez em quando. E talvez seja por isso que achei esta última semana especialmente pesada. Estou na reta final de preparação do documento de qualificação. Troquei de orientador há dois meses, achando que assim o processo andaria mais rápido. Sou a única orientanda desse professor, enquanto que antes era uma entre oito. Só que não foi bem assim. Ele é ocupado demais, como todo mundo hoje em dia, e não tem lá muito tempo para efetivamente me orientar.

Nem tudo está perdido quando temos bons amigos. E é exatamente isso que tenho na minha turminha de mestrado. Meus colegas não só são ótimos companheiros de intervalos, aulas, almoços e idas ao shopping quanto são muito atenciosos na hora de dar uma forcinha no documento de qualificação. Essa foi a minha sorte, pois se não fosse por eles, nem sei como andaria meu projeto. Consegui chegar a uma versão que talvez já desse para apresentar à banca, mas ainda quero mudar algumas coisas, pois não estou satisfeita. Meu prazo já está mais do que estourado, mas como ninguém ainda entregou, vou ganhando uns diazinhos a mais para os ajustes.

Talvez esse sentimento estranho nesta semana tenha a ver com o fato da mãe de um conhecido ter morrido, de eu ter ido dormir uma noite às cinco da manhã e nas duas seguintes, às 3h. Estou realmente cansada. Também tem toda essa história nas capas dos jornais desse crime horrível em Minas. Não sei os outros, mas eu fiquei realmente abalada com as barbaridades que podem ter acontecido. Cada dia uma coisa pior é revelada.

Para completar ainda terei de ir ao Rio Grande do Sul sem querer nem poder muito, mas isso pode ter um lado positivo.

Nenhum comentário: