quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Coletivos

O dia hoje estava nublado e talvez isso também tenha contribuído para a sensação estranha que tomou conta da cidade. Por todos os lados, havia policiais. Pelo menos aqui na Zona Sul. Pessoas falando aos celulares comentavam alto sobre notícias de ataques de bandidos aqui e ali.

Acabei me lembrando de outras duas situações em que me vi envolvida em uma situação vivenciada por grande parte da população do lugar onde eu morava.

A primeira vez foi durante o apagão de Florianópolis, no final de outubro de 2003. Passamos, nós moradores da ilha, dois dias sem energia elétrica e também sem saber quando tudo voltaria ao normal. Lembro que fugi para o continente, pois a vida continuava, apesar da falta de luz, água, elevador, lugares para comer...

A segunda foi em março passado, quando choveu além do normal aqui no Rio e precisamos ficar um dia fechados dentro de casa porque as ruas estavam todas alagadas.


2 comentários:

Cristiane Fontinha disse...

E como estão as coisas? Ouvimos por aqui que o clima é de guerra. As fotos são fortes.

Le Vin au Blog disse...

Oi, Cris. Sim, o clima é de guerra, mas felizmente estamos longe - geograficamente - do pior lugar. Fica sensação de medo.

Beijos e obrigada.
Rafa