Gripe persistente

Hoje acordei afônica. Eu não sou de muitas palavras, mas há uma diferença grande em não querer falar e não poder. Comecei um curso hoje e gostaria de ter conversado com as colegas. Espero que amanhã eu amanheça melhor.

A chuva já chegou a São Paulo. Quando será que chegará por aqui também? Já há uma brisa geladinha na varanda, mas o ar condicionado, infelizmente, ainda precisa ser ligado todas as noites.

A gripe tem me deixado tão desanimada para ficar estudando. Quero só dormir quando estou em casa. Hoje tomei grandes doses de vitamina C - com suco de laranja, suco de limão com mel e agora vou tomar ainda uma pastilha de vitamina C.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De Porto Alegre a Colônia do Sacramento de carro

Meu (longo) processo de cidadania italiana

Voltei