sábado, 28 de maio de 2016

Preguiça danada

Eu gosto de dormir à tarde. Diferente do que ocorre com muitas pessoas, que ficam se sentindo mal depois de um soninho no meio do dia, eu acordo feliz. Noto, porém, que com o tempo preciso de mais minutos de sono para acordar renovada. Antigamente se eu dormisse uma hora estava ótima depois. Agora preciso dormir pelo menos duas horas.

Hoje acordamos tarde, tentamos tomar café em uma padaria nova do bairro, mas estava lotada - como tudo que é novo, bom e diferente. Acabamos indo tomar café quase na hora do almoço no Zona Sul. O plano de ir à padaria fancy e na feirinha de orgânicos acabou indo por água abaixo. Acabamos comprando ingredientes no Hortifruti mesmo para o almoço que faremos amanhã para duas pessoas queridas e seus filhotinhos.

À tarde me bateu um sono. E olha que hoje nem tomei o remédio para o torcicolo (que ainda está por aqui firme e forte) que costuma dar um sono danado. Enquanto o Claudio foi cortar o cabelo, aproveitei para dar uma dormidinha. Foi bom. Logo depois ele chegou com nosso almoço. Esta é uma das vantagens do cabeleireiro ficar no Largo do Machado. Almoço árabe garantido. E como gostamos das comidas da rotisseria da Galeria Condor.

Depois, já desperta, aproveitei para colocar coisas em ordem. Impressionante como sempre há algo a ser arrumado. Não tem fim nunca a função doméstica.

Nenhum comentário: