quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Depois do Carnaval 2016

Deu tudo certo!

Ainda não terminei a tese, mas estou na reta final. Isso faz um bem!
Escrevi o capítulo que faltava, inseri em um mesmo arquivo todas as partes que estava fazendo de forma avulsa, como agradecimentos, listas de siglas e de figuras, ficha catalográfica, capa etc., e iniciei a revisão. Falta 1/4 para terminar. Ainda levarei uns dois dias, pois a parte final do documento é a mais importante, trata da pesquisa em si. Já fiz várias anotações para as considerações finais. Estou otimista. Espero ter tudo fechado até domingo, dia 14. Assim poderei enviar o texto com bastante tempo para o orientador. É claro que depois terei ajustes a fazer e algumas coisas a reescrever, mas encerrarei uma etapa. Já planejo fazer uma revisão na normalização da tese enquanto o texto estiver com o orientador. Não sei ainda como farei, pois imagino que vá trabalhar depois no documento que ele me enviar. Vamos ver. Uma coisa de cada vez.

No sábado de manhã fomos ao supermercado e ao hortifruti e compramos diversos ingredientes para várias receitas. Fizemos quase tudo. Ficou faltando apenas a torta de maçã. Nos últimos dias a atividade na cozinha foi intensa. Claudio fez pão, pizza, massa e risoto. Fizemos caldo de legumes, que já usamos no risoto, e ontem quiche de cebola com a receita da avó dele, dona Cedinha. É uma receita já meio clássica aqui em casa. Claudio preparou a massa e eu cuidei do recheio, o que envolve cortar dois quilos de cebola. Se eu mesma não fizesse, nunca acreditaria que aquela coisa ardida se transformaria quase em um creme depois de 40 minutos na panela. Cozinhar é realmente fazer mágica. A torta de maçã ficou para o fim de semana, que já está quase aí.

Consegui ir à academia todos os dias. Não corri como planejava, mas caminhei pelo menos 45 minutos por dia. Para quem ficou o resto do tempo sentada à frente do computador, acho que já foi alguma coisa. Por ter apenas caminhado, acabei lendo quase três livros inteiros de quinta-feira para cá. Bom, confesso, talvez eu tenha apenas caminhado justamente por que não conseguia parar de ler. Claro que não eram livros científicos, mas meus romances mais leves. Quer dizer, um deles nem era assim tão leve (O sentido de um fim, de Julian Barnes). Estou tentando terminar todos os livros que tenho no kindle. Só vou comprar novos quando chegar ao fim dos que já tenho.

Quando eu terminar a tese, pretendo fazer uma arrumação e limpeza gigante em casa. Salve-se quem puder!

Nenhum comentário: