quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Mendoza - Espanhol

Hoje foi meu segundo dia de aulas de espanhol. Aprendi a falar no passado - ou, pelo menos, na teoria. Ontem, quando sai para caminhar com a Trissali, a grega, falamos somente no presente e combinamos que entenderíamos como se fosse passado. Agora, já podemos falar sobre o passado. :) Só que tenho que estudar muito hoje à noite, pois é muita informação para minha cabeça.

Passamos a tarde jogando. Nos ofereceram um almoço de boas-vindas. Serviram empanadas, diferentes das de Buenos Aires. Tomara que eles não leiam, mas preferi as de lá. As daqui parece que têm vinagre no recheio. Estranho. Depois das empanadas, fizemos algumas brincadeiras. Foi bem divertido.

Engraçado é que tem três alemães que não entendem nada de espanhol. Bom, deu para praticar o alemão. Meu grupo tinha o Natan, que é um norte-americano, e dois alemães, a Doris e o Wilfred. O outro era formado pela grega Trissali, o Julio, que é brasileiro e só fala portunhol, e o marido da Doris, que acho que é algo como Jorge.

Os professores são mais jovens do que todos os alunos. Os alemães são aposentados passeando pela América do Sul. A grega é casada com um grego que veio morar aqui e trabalhar em uma vinícola, o norte-americano é professor de matemática em uma escola americana em Buenos Aires e o brasileiro é veterinário, que quer fazer mestrado e precisa de uma segunda língua.

Foi bem engraçado e divertido. Só que não consegui trabalhar, como queria. E em casa não tenho internet... Estou em um 'locutório' e daqui a pouco pego o lento 'trole' para casa. Pelo menos posso baixar meus e-mails para fazer um pouco de coisas no computador em casa.

2 comentários:

Mauro Mello disse...

Bom dia,tava lendo seu blogg vc acabou de entrar no msn, não vou atrapalhar seu papo saudoso com o Werneck,aproveite seu curso,essa mistura de culturas deve ser bem interessante,
beijos!!!!!!!

Mamãe Rafa disse...

Q legal! Eu nao sabia q ias estudar espanhol!
Eu estou no maior intensivo de portunhol por aqui. Minha sogra e cunhada (paraguaias) estão aqui e minha sogra não fala nada de português. Mas até q a gente se entende. Ou pensa q se entende...
Bjo e aproveita!