Natal

Amanhã entramos em dezembro.

Como bem descreveu hoje o Joaquim na crônica no Segundo Caderno, entramos no mês dos clichês. Bom, eu comecei bem antes, pois já comprei os presentes e cartões de Natal, já confirmei presença em pelo menos seis festinhas de fim de ano e estou animadíssima com a perspectiva de passar um Natal diferente.

Confesso que nunca fui muito ligada à data. Passar o Natal com família ou sozinha nunca fez muita diferença, mas neste ano resolvi entrar no clima.

Agora, só preciso encontrar um fiozinho para pendurar o bibelô na porta.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De Porto Alegre a Colônia do Sacramento de carro

Meu (longo) processo de cidadania italiana

A Step You Can´t Take Back