segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Detox - dia 6

Chegando ao final do sexto dia da detox, há uma confusão de sentimentos.

Se há algo que eu adoro é dar uma volta na rua com o Claudio para tomar um café, caminhar até o shopping para uma sobremesa rápida ou dar uma passadinha na Cobal para comer um docinho. Não estou sentindo falta do café, da sobremesa do shopping ou do docinho (bom, na verdade, do docinho estou), mas dessa paradinha de 15, 20 minutos para um descanso na cabeça ou para uma conversa sobre qualquer coisa irrelevante. Casas de suco não se prestam muito a isso, pelo menos não as daqui de perto de casa.

Ou talvez tudo isso seja apenas crise de abstinência de pão! :)

Hoje o dia foi tranquilo. De manhã, mamão com granola. Almoço foi com restos de arroz integral e purê de grão-de-bico/batata. Faltou alguma coisa para complementar, mas deu para matar a fome. À noite, caprichamos! Claudio resolveu tentar fazer uma receita da mãe dele, mas com algumas adaptações. Ficou diferente, mas gostosa.

Foi arroz de lentinhas, com uma cebolas levemente caramelizadas com um pouco de azeite e salada de tomates cortadinhos bem temperada. Normalmente, a receita do arroz leva bacon e caldo knorr. Preferimos evitar os dois, mas precisamos colocar um pouco mais de sal. O resultado foi bom. Para acompanhar, suco de laranja feito na hora. Mais um dia se foi. :)

Uma das razões de fazer esse detox agora também é fazer o tempo passar mais devagar. Explico: fazer detox é meio um sofrimento e sofrimentos demoram passar. Simultaneamente, estou correndo contra o tempo para terminar minha dissertação. Nesse caso, o tempo parece correr. Estou tentando ver qual vai ser a sensação até o fim do mês, quando o detox acaba e a dissertação já vai ter que estar bem estruturada. :)

Um comentário:

Ana Paula disse...

eu teria uma dificuldade ABSURDA de passar sem café. sem pão, sem carne, até sem cerveja eu fico por um tempo, mas sem café dá meeeeedo

força, garota!

beijo