domingo, 2 de janeiro de 2011

Devagar e sempre

Eu bem que tentei, mas talvez tivesse sido melhor negócio ter ido ao Jobi com o Claudio, para encontrar a Sabrina e o Zé Rodrigo, do que ficar em casa para estudar.

Até repassei o texto, mas todas as boas ideias que eu tive na primeira leitura se perderam. Tentarei amanhã de novo. Quem sabe elas voltam.

Dia de volta para casa normalmente é assim, meio esquisito. Saímos de São Paulo antes do almoço. Já desfiz a mala, lavei roupa, arrumei tudo para amanhã, mas o ânimo para estudar, que eu achei que teria, não apareceu.

A viagem a São Paulo foi boa. Achei que faríamos mais coisas, mas eu estava tão cansada. Também queria não gastar a energia que precisaria para a São Silvestre.

A prova foi muito bacana. Valeu muito a pena ter ido. Gostei muito. Não tive a mesma sensação de descoberta e de desafio da meia maratona, mas foi legal. Eu sabia que iria acabar, independente do tempo que levasse, diferente da meia.

As figuras que participam da prova são muito malucas. Adorei essa parte. Tão bom ver que existe gente ainda com grande senso de humor e animação.

Os programas em São Paulo foram poucos. Estava tudo em ritmo de feriado. Acabamos não tendo nem uma grande saída. Apesar da boa pizza que comemos na Bendita Pizza, ficou faltando um bom jantar paulistano.

Pouco antes da largada, todo mundo já concentrado na Paulista.

Descida da Consolação. Começaram a aparecer os primeiros 'malucos'. Com esses aí, eu iria cruzar uns 6km mais tarde de novo...

Muita gente na minha frente...

Olha onde seria a mega-sena da Virada, na Praça da República!

Vizinhos do Minhocão acompanharam tudo de perto.

Inclusive a paradinha dessa turma aí para uma foto para o jornal!

Eu ainda estava lá em cima do Minhocão quando essa leva já fazia a curva lá embaixo.

Ainda tinha pelo menos mais uma hora de prova...

Pelo menos eu estava acompanhada pelo Homem de Ferro.

E na subida final, pelos funcionários da prefeitura...


Cheguei junto com a Dilma!

Feliz 2011 para todos!

Nenhum comentário: