quinta-feira, 15 de novembro de 2018

O Natal no frio

Esta será a segunda vez que passarei o Natal no frio. A primeira vez foi em 1999, quase como uma vida em outra era.

Estou superanimada!

Para "treinar", tenho visto os filmes com temárica nataliana no Netflix. Tomei a decisão de ver o maior número possível, mesmo sem muitas esperanças de aparecer um príncipe lindo, de olhos azuis - se bem que as chances na Alemanha são maiores...

As histórias são muito parecidas. A mocinha que tem alguma limitação para realizar seus sonhos. O milagre do Natal. E, para deixar tudo perfeito, o amor de sua vida também aparece nesse meio tempo. Pode ser um amigo de infância, um principe em dúvida sobre aceitar a coroa, um gerente de hotel com boas intenções.

Nada supera "Simplesmente amor" ou "O amor não tira férias", mas não vou perder as esperanças de encontrar filmes bonitinhos e, quem sabe, um final feliz para meu ano de tantas mudanças. :)

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Quatro meses

Nesta semana fará quatro meses que comecei a trabalhar na biblioteca. Posso dizer que aprendi muito neste "curto" período de tempo. Parecia que novembro estava tao longe quando comecei. A sensacao foi sentida porque em agosto eu me matriculei em um curso que vai acontecer agora no final do mês. Na época, parecia que iria demorar eras... :)

Ontem comprei minha passagem para Frankfurt. Estou animada por aprender um pouco mais, de forma sistematizada, e também para conhecer outras bibliotecárias. Será bom encontrar colegas de área, desta minha nova área.

***

Hoje fiz um exame de vista e acho que terei de fazer um óculos novo... Isso dá uma tristeza, mas ainda bem que há recurso. Também fiz a vacina contra a gripe. Meu braco está doendo.

***

Hoje, mais tarde, vou ao cinema assistir à segunda parte de Animais fantásticos. Isso me causa uma alegria enorme.

Outra alegria da semana foi a abertura do supermercado perto de casa. Fiquei tao feliz quando vi a placa vermelha do Rewe de longe. Ele me lembra um pouco o Zona Sul, pelos produtos e pelos precos... Nao é o supermercado mais barato da cidade, infelizmente.

O dia teve ainda mais uma alegria: desde que estou aqui vejo uns passarinhos verdes, que parecem umas caturritas/maritacas. Hoje minha chefe me perguntou se eu já tinha visto as lebres, que, quando escurece, vêm para o gramado do instituto (elas sao minhas conhecidas desde o verao, devo dizer, quando, cedinho, andavam pulando por ali e algumas era bem bebezinhas). Logo em seguida, comentou dos "Papageien" que também voam por aqui. Tive vontade de rir. Sao muito pequenas para serem papagaios, mas eu nao iria corrigir uma senhora da Eslovênia. Ela me disse que as aves fugiram em algum momento do zoo que tem aqui no campus da universidade. Senti imediatamente uma alegria, como uma cena de Amelie Poulain.

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Io vado in bicicleta

Aprendi essa frase no fim de semana, durante um curso rápido de italiano.

E, sim, agora tenho uma bicicleta "nova". Bom, nova ela nao é, mas é recém-comprada. Hoje completamos uma semana juntas e foi a segunda vez que vim ao trabalho com ela. Foi mais fácil do que na primeira vez, mas nao com menos emocao. Hoje parei numa das pontes para fazer uma foto (o amanhecer estava lindo!) e no meio do caminho perdi a tranca e fui avisada por outra ciclista. Tive que voltar, mas melhor assim do que chegar ao trabalho e só entao me dar conta de que a havia perdido.

Apesar de velhinha, a bicicleta está funcionando bem. Curiosamente, a acabei comprando-a de um brasileiro, que fez uma estadia de pesquisa aqui no instituto. Foi ótimo, pois ele me explicou os detalhes da bike em português. Meu plano agora é submetê-la a uma revisao e deixá-la mais bonita. Só tenho que descobrir onde comprar uns acessórios mais bonitos. A buzina nova, já escolhi. Da Pilones, em forma de gatinho. :)

Ontem fui ao curso de italiano de bike e me senti tao livre por nao precisar esperar o ônibus. E ainda me senti feliz por estar me movimentando um pouco. Já que ando meio parada, acho que será uma forma de nao ficar tao sedentária. Claro que vir o inverno me limitará um pouco, mas estou confiante de que terei oportunidades de usar a bicicleta mesmo nos dias mais frios. Aos poucos vou pegando a manha da quantidade de roupa que tenho que colocar. No primeiro dia em que vim ao trabalho de bike quase morri de calor. Hoje, que está mesmo mais quente, vim com menos roupas. Passei um calorzinho, mas já foi bem mais adequado. Também senti menos cansaco ao longo do trajeto. Como disse um colega, entramos em forma (no sentido de nos acostumarmos de novo a andar de bike)... andando de bicicleta.

Diário do câncer de mama 6 - a primeira quimioterapia

  14.06.2022 Primeira quimioterapia, dia 1 Eu estava bem nervosa naquele dia, acordei supercedo. Comi meio Bretzel. Estava com medo de com...