quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Seis semanas

Contando com esta semana, faltam seis semanas até o recesso de Natal/Ano Novo. Eu sou a pessoa das contagens regressivas, mas estou tentando disfarçar. Além do mais, há tantas coisas na agenda que o tempo vai passar voando de uma forma ou de outra.

Depois do clima ameno em Lisboa, onde passei dias tao felizes com amigos queridos, voltei para uma Alemanha que começa a ficar gelada. Quando viajei, a temperatura ainda estava acima dos 12 graus, agora entramos em um dígito e deve seguir assim até lá por... abril. Oh, mein Gott!

Talvez eu seja obrigada a comprar algumas roupas novas. Eu não sou muito consumista e neste ano, tirando um arroubo quando a mãe estava aqui (péssima influência), devo ter comprado umas 5 pecas ao longo do ano. Comprei mais coisas de casa do que roupas e calcados para mim. Só que tenho uma preguiça de ir fazer compras.

Algumas árvores já perderam todas as folhas, outras estão começando agora a amarelar. Todos os dias, sim todos mesmo, eu fico admirada com as árvores ao redor. É simplesmente bonito demais.

Estou tentando fazer tudo certinho em relação às normas para não residentes no Brasil, mas devo dizer que mesmo para seguir as regras no Brasil não é moleza. Parece que mesmo que você queira fazer tudo certo, os meios são supercomplicados. Impressionante. Eu só quero pagar um imposto, mas está difícil saber como fazer isso. Já consultei dois contadores e não consegui uma resposta objetiva.




segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Meninos e brinquedos

Nunca imaginei na vida que me relacionaria com alguém mais jovem. Desde meu primeiro amor, a diferença de idade era de no mínimo um ano a mais - tirando uma amor de inverno em 1994, que era, acho, uns dois anos mais jovem. 

Pois bem que o destino resolveu me pregar esta peça e me apresentar um novo amor muitos anos mais novo. :) E devo dizer que isso é realmente muito bom! O frescor que alguns anos podem trazer é incrível. Apesar de que diria que o T. é bem mais maduro que muito quarentão. 

Pensei em escrever isso depois que meu alemãozinho simpático perguntou qual seria meu último dia de trabalho neste ano. Ele tem vários planos para as duas semanas que teremos de folga. Tive que rir quando ele escreveu: "acho que vou alugar um tesla!". Sim, porque ele pode me amar, mas o amor por um tesla é um pouco maior. :) Alemães e carros...

Antes disso, porém, vamos fazer uma viagem para encontrar a família com um carro movido a hidrogênio. O bom é que sempre dá para aprender algo novo. 


Diário do câncer de mama 6 - a primeira quimioterapia

  14.06.2022 Primeira quimioterapia, dia 1 Eu estava bem nervosa naquele dia, acordei supercedo. Comi meio Bretzel. Estava com medo de com...