segunda-feira, 11 de março de 2019

Feliz por estar onde estou

Estava agora mesmo pensando o quanto é bom estar em uma casa aquecida, quando a temperatura lá fora está abaixo de 10 graus. Nem está tão frio assim, mas como é maravilhoso não precisar usar casaco dentro de casa, como precisávamos fazer no Rio Grande do Sul da minha infância e adolescência - e até agora.

Quando me dou conta desses pequenos detalhes do dia a dia, simplesmente me sinto feliz por estar aqui. Eu sei que a Alemanha não é um país perfeito, mas em muitos aspectos não tem nem comparação com o Brasil. Nós, que somos novo mundo, estamos mesmo séculos atrás.

***

Quando fui à Grécia no ano passado, senti uma pequena alegria no aeroporto de Frankfurt ao me dar conta que era apenas um passeio, que logo estaria voltando. Pensar em ir embora daqui me causa um desconforto. Ainda bem que isso não faz parte dos meus planos.

Apesar de eu nunca deixar de ser estrangeira aqui, eu me sinto muito afinada com a mentalidade alemã. E, podendo escolher, é aqui que pretendo passar o resto da minha vida. Tomara que o "destino" também assim o queira.

segunda-feira, 4 de março de 2019

Inspiracao

Eu adoro ler o blog da Lud, que é assim alegre com um pouco de "ranzinzisse" como eu (espero que ela nao fique chateada com essa definicao). Lud me lembra sempre como é bom fazer posts sobre detalhes do dia a dia. Aí me sinto inspirada a escrever novamente.

E, agora que estou mais alegrinha, talvez nao caia mais no perigo de escrever uns textos meio melancólicos demais. Nao que eu ache ruim estar triste ora ou outra, porque é assim mesmo, mas se eu escrever somente quando estou triste, parece que sempre estou assim - o que nao é verdade.

Acabei de voltar de um belo fim de semana na Polônia, ou melhor, de 24 horas na casa dos pais de uma amiga polonesa, num lugar bem bem bem pequeno nao muito longe da fronteira com a Alemanha. Foi tao bom. Sao aqueles fins de semana que enchem o coracao de alegria e nos lembram como é bom estar entre amigos. O pai dela fez uma fogueira. Foi minha primeira vez assando linguicas numa fogueira, assim como a primeira vez que bebi vodca feita em casa. Nao, fiquei superbem no dia seguinte. :)

Diário do câncer de mama 6 - a primeira quimioterapia

  14.06.2022 Primeira quimioterapia, dia 1 Eu estava bem nervosa naquele dia, acordei supercedo. Comi meio Bretzel. Estava com medo de com...