quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Outono

Parece que depois de muitos anos, fiz as pazes com os Paralamas. Havia uma época em que nao podia mais ouvir, mas dia desses me peguei cantarolando Lanterna dos afogados. Depois disso, ouvi várias vezes as músicas de que mais gosto. 

O outono chegou com tudo agora. No início, sinto uma pequena tristeza. Mais pela perspectiva de meses de frio e escuridao, menos pela estacao em si, que acho bem agradável. As árvores já estao amareladas. Logo as folhas comecarao a cair. Aí, sim, o negócio fica sério. Pelo menos logo haverá já mercados de Natal, o que deixa o friozinho mais aceitável. No final das contas, eu acho legal poder aproveitar cada estacao com tudo que se tem direito. 

Ontem encontrei uma amiga que teve um bebê. Um bebezao! T. é muito fofinho. Foi ótimo encontrá-la depois de tantos meses. A última vez que havíamos feito algo juntas foi em fevereiro de 2020, pré-pandemia. No verao, nos encontramos pro acaso na rua, mas eu estava cheia de pressa naquela dia. 

Já estou com saudades de fazer um tour de bike. O último foi muito bom, no meu aniversário. Conheci finalmente Rothenburg ob der Tauber, a cidade com mais ar "alemao" da Alemanha, pelo menos de acordo com os estereótipos. Ainda é uma cidade murada e toda bem conservada. Depois passeamos por outras bonitas, como Wertheim, Tauberbischofsheim, Lauda e Bad Mergentheim, onde fomos a uma estacao termal e foi ótimo. 

Para o aniversário do T. planejamos uma outra pequena viagem, já que na segunda-feira é feriado. Desta vez, vamos conhecer Bad Wildbad, onde também tem uma fonte termal, que é algo perfeito nos dias frios. Eu estou pensando se agendo massagens também.

Em novembro, teremos pelo menos duas outras viagens de fim de semana. Isso me faz um bem danado. 

A pandemia parece nao querer dar trégua de jeito algum. De qualquer forma, estou cheia de planos para 2022. Tomara que consigam sair do papel. 

Ler as notícias do Brasil causam uma gastura. Eu me pergunto como alguém ainda pode apoiar alguém tao perverso como essa bosta que ocupa a presidência. Sinceramente! 

Diário do câncer de mama 6 - a primeira quimioterapia

  14.06.2022 Primeira quimioterapia, dia 1 Eu estava bem nervosa naquele dia, acordei supercedo. Comi meio Bretzel. Estava com medo de com...