quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Surpresas nem sempre são boas... (Diário do câncer de mama 1)

A vida nos surpreende de um jeito às vezes. 

Meu 2022 estava indo bem, já tinha feito algumas viagens, tinha outras planejadas, iria receber visitas do Brasil pelo menos duas vezes. Estava cheia de planos, marquei minhas férias para o ano todo já em março, inclusive uma viagem ao Brasil em outubro para o casamento de uma prima. 

E aí, de repente, a notícia de um câncer de mama mudou todos os planos. 

Eu recebi o diagnóstico no dia 12 de maio. Na semana anterior, eu havia ido à ginecologista, pois um cisto na mama direita estava me incomodando. Eu estava bem despreocupada, pois tais cistos me acompanham há mais de 10 anos. Ela tentou fazer a punção e não saiu nada. Pediu para voltar dois dias depois para coleta de material para uma biopsia. 

"12.05.2022

 Amanheceu tudo bem no dia 12 de maio. Uma das bolsas da bike estava preparada com roupas para um fim de semana prolongado em Baden-Baden. A outra, arrumaria mais tarde ao voltar do trabalho. Estávamos planejando passear de bicicleta, pois o tempo prometia ser bom. 

Às 10h59 o telefone tocou. “O resultado da biopsia saiu. Venha, por favor, ao consultório. A senhora tem alguém para lhe acompanhar?”

Ao ouvir isso, eu já sabia. Levantei-me da cadeira, fui até a estante, apoie a mão e soltei um soluço e as lágrimas desceram.

Em seguida, enviei uma mensagem para o T. dizendo o que havia se passado e que estava com a cabeça meio desnorteada. 

“Estou indo”, ele escreveu. 

“Não adianta, a consulta já é agora, daqui a pouco.” 

Ele chegou alguns minutos antes de eu ser chamada ao consultório. 

Sem rodeios, veio a frase que eu já sabia que ouviria: “A senhora está com câncer de mama”.

Diagnóstico recebido, indicação dos exames a serem feitos até a data longínqua da próxima consulta: 3 de junho. Uma eternidade. À tarde, decidimos ir para Baden-Baden. Antes, porém, marquei tudo que foi pedido. Alguns para breve, um para depois da consulta. 

À noite, ainda tive uma consulta com meu nutricionista, mas não tive de coragem de contar que tudo havia mudado. Optar por uma alimentação melhor não faria mal, de qualquer modo."

6 comentários:

Daniela disse...

Que coisa Rafaela, espero que as coisas estejam sob controle agora. Tenho muitos casos na familia e ca de mama é sempre uma sombra para mim. Durante muitos anos fui fazer os exames sempre achando que ia dar algo. Até hoje nao deu.

E sim, eu entendo perfeitamente, surpresas nem sempre sao boas.

Um beijo grande, te cuida

Daniela

Lud disse...

Querida Rafa, muita força e coragem para ti! Torcendo muito para o tratamento ser rápido e certeiro.
Abraço muito apertado,
Lud

Rafaela disse...

Querida Daniela, a primeira etapa do tratamento está quase chegando ao fim. Eu me sinto bem, mas confesso um pouco de preocupação. No meu caso, não havia ninguém na família. Claro que talvez a chance aumente, mas se você faz os controles todos e acompanha de perto, eu não ficaria tão preocupada. Quando o caso está bem no início, dá para resolver em poucos passos. Beijo e obrigada

Rafaela disse...

Obrigada, Lud! Foi tão bom ter te visto, foi tão importante ter tantas pessoas queridas por perto. Muito obrigada! Logo nos veremos de novo. Beijo

Anônimo disse...

Rafaela, eu não te conheço. Acompanho o seu seu blog há tempos - nem sei como cheguei nele, talvez por "Heidelberg", porque trabalho aqui. Eu só queria mesmo mandar um abraço muito grande e dizer que estou torcendo para você estar e ficar sempre bem. Um beijo e um abraço apertado, Felicia

Rafaela disse...

Olá, Felicia! Que bom receber a tua mensagem. Obrigada!
Tomara que um dia nos conheçamos pessoalmente. :-)
Beijo. Rafaela

Diário do câncer de mama 6 - a primeira quimioterapia

  14.06.2022 Primeira quimioterapia, dia 1 Eu estava bem nervosa naquele dia, acordei supercedo. Comi meio Bretzel. Estava com medo de com...