sexta-feira, 4 de junho de 2010

Uma quinta-feira

Minhas férias começavam hoje. Não começaram. Depois de meses de tentativas, consegui marcar para hoje uma reunião. Melhor sacrificar o início das férias do que ficar mais outros meses na espera.
Assim, 'ganhei' mais um dia.
E nem foi tão mal trabalhar no feriado.
Nós e dezenas de pessoas tivemos a ideia de comer no árabe do Largo do Machado hoje. Acabamos trazendo o almoço para casa, pois lá estava realmente impossível.
A sobremesa foi uma caminhada, um espresso para o Claudio, uma água para mim e uma fatia de torta de limão dividida pelos dois. O Cake & Co. ficou bonito depois da reforma. Parece casa de sítio.
Na ida, uma cena triste. Um passarinho agonizante. O que se faz numa hora dessas? Estou me cobrando até agora...
Um release no meio da tarde.
Uma corrida de 5km + caminhada de 3km em Copacabana. Um milho de recompensa.
Sanduíche bem natureba no jantar, mas com o último pedaço da Tarte Tatin que fizemos no sábado. Delícia!
Para finalizar, mais um pedaço de release, que o deadline é amanhã, e House.
Amanhã começa o período de dedicação exclusiva ao mestrado, pelo menos pelos próximos 11 dias.

Nenhum comentário:

Pequenos comentários

No curso de italiano, de vez em quando, escutamos algumas músicas. Uma delas foi “L'isola che non c'è”, de Edoardo Bennato, música q...